Fashio Rio: a opinião dos consultores sobre a moda masculina no Brasil: parte II

Nesta segunda parte de entrevistas com os entendidos de moda que tive a oportunidade de conversar na última edição do Fashion Rio, trago a empresária da indústria têxtil Costanza Pascolato – que dispensa apresentação -, a consultora de moda do Rioetc Renata Abranchs – que fala sobre as tendências para os meninos no próximo verão -,  o querido repórter do Gnt Fashion Caio Braz, e uma das fundadoras da fast fashion 284 e blogueira de moda Helena Bordon. Confira o que eles têm a dizer sobre a moda masculina no Brasil.





Costanza Pascolato

“A moda masculina no Brasil ainda está meio atrasada, mas eu acho que vai evoluir, pois a gente sente que existe uma efervescência, começam a aparecer lojas diferenciadas com roupas interessantes. Estilistas e ideias jovens já existem, o problema é a comercialização encontrar o lugar certo pra vender as coisas certas para essa nova onda masculina. Um tempo atrás, os homens pareciam ter vergonha de se vestir bem, pois iriam chamá-lo de “outra coisa”. Os homens estão começando a curtir mais a moda no Brasil do que alguns anos atrás, quando eles se vestiam muito mal – com todo o respeito.”
Renata Abranchs (Rio etc)
“A moda masculina e o homem no Brasil estão começando a mudar, e muitas tendências vêm por aí. A calça color chino – de preferência com a barra mais curta mostrando o calcanhar. Acredito muito na renda para os meninos, em lese e camisas com bordados. Essa tendência do jeans com jeans – que as pessoas ainda tem preconceito – acredito que isso vai rolar agora, pois antes só os mais modernos usavam -, agora com um jeans mais claro, soft, bem casual, pois o brute acho que não pega para a gente, por não ser confortável, pois o verão inspira um relaxamento a beira-mar, mesmo que você esteja numa grande metrópole. Nos calçados acredito que os creepers vão pegar, mesmo com resistência até agora, acho que no próximo verão vai rolar. O colorido nas peças inferiores – que acredito que role por um bom tempo – além das calças coloridas, acho que vai rolar o sapato colorido, junto com a calça e a bermuda; deixando o neutro vir para cima, como um cáqui, branco ou um tom de cinza, que acredito ser o melhor neutro para esse choque de cor, fica chic, mostrando que a pessoa sabe harmonizar.”

Caio Braz (Gnt Fashion)

“Eu acho que em termos de informação de moda a tendência é melhorar cada vez mais por conta das fast fashions, como a Zara por exemplo, que traz muita informação de moda que vem de fora, uma coisa que a gente não tinha antigamente. As fábricas nacionais ainda lidam com um problema muito grande do preço da manufatura no Brasil que é super cara, e assim não poder ousar justamente por ter um caixa muito apertado. Mas eu estou muito mais feliz com realidade da moda de agora do que 5 anos atrás.”

Helena Bordon (284)

“Acredito que ainda é muito pequena, mas os homens estão em busca, começando a sair, querendo comprar E as marcas estão começando a perceber que elas precisam ter uma coleção masculina. A 284 está aumentando a coleção masculina, porque a gente viu que tem essa necessidade. Por isso acho que está crescendo e tem um mega futuro pela frente, com a Ausländer, Reserva, fazendo umas roupas mas descolada, assim como 284, por isso acho que tem muito futuro pela frente e muita procura.”

E os fashionistas, o que acham? Comentem.

Author

Fabiano Gomes

Fabiano Gomes Editor-Responsável

Formado em Biblioteconomia e Ciência da Informação (UNIRIO) atuou como bibliotecário até o seu limite. Cansado de buscar informação relevante de Moda Masculina em blogs e sites brasileiros, decidiu criar O Cara Fashion para suprir a própria necessidade.

Related