LAB Fantasma: Emicida traz sua coleção de streetwear inclusiva para C&A

Em tempos de “streetwear de luxo” pipocando no universo da moda e indo contra a maré democrática de essência da “roupa de rua”, Emicida trouxe sua marca inclusiva LAB Fantasma para a gigante fast fashion C&A. A coleção que tem todo aquele conceito voltado para a cultura de rua – tanto que seu nome é “A Rua é Noiz” – vem com peças bem legais e versáteis, como casacos, calças e camisetas com frases de impacto.

Vale destacar dois pontos nessa coleção. O primeiro deles é o protagonismo negro, onde dois caras negros da quebrada – Emicida e seu irmão Fioti – têm representatividade em um lugar que poucos são os criadores. Me corrija se eu estiver errado, mas essa é a primeira collab da C&A com estilistas negros, e isso importa muito. Estamos em 2018.

O segundo ponto a ser destacado é a presença da democracia fashion; a coleção é inspirada e feita para a cultura de rua. Tem todo um discurso e preço feito para esse público, que consome e vive essa vibe. Falo isso porque é curioso ver que a moda cara de luxo traz inspirações nessa cultura e inverte seus valores – já que suas peças streetwear são umas verdadeiras furtunas. Isso sim, é apropriação cultural. É por isso que eu penso muito antes de investir os meus “dóls” em qualquer produto nesse mercado da moda, e convido vocês a fazerem o mesmo.

“Triunfo, se não for coletivo, é do sistema. -Emicida”

Author

Fabiano Gomes

Fabiano Gomes Editor-Responsável

Formado em Biblioteconomia e Ciência da Informação (UNIRIO) atuou como bibliotecário até o seu limite. Cansado de buscar informação relevante de Moda Masculina em blogs e sites brasileiros, decidiu criar O Cara Fashion para suprir a própria necessidade.

Related