Diário de Viagem | Como foi Viajar Sozinho pela Primeira Vez: Buenos Aires

Apesar de já ter 32 anos, e viajar bastante,  eu nunca antes havia feito uma longa viagem sozinho. E essa para Argentina e Uruguai foi a primeira vez que viajei para um lugar distante completamente sozinho. E como essa experiência foi bem interessante resolvi trazer aqui para vocês um pouco dessa aventura.

Bom, inicialmente eu havia chamado um amigo para fazer a viagem comigo, porém duas semanas antes da viagem ele teve que desistir por um problema pessoal. Bateu um certo medinho, pensei: e agora, vou sozinho? Vou sozinho. E fui. Eu já estava querendo há anos fazer uma viagem de reflexão comigo mesmo, e então pensei que essa fosse a oportunidade perfeita. E foi.

Para essa viagem eu tive o prazer de ter os meus parceiros da rede Dazzler Hotels comigo, o que deixou a experiência ainda mais incrível. Os caras mandam muito no mundo hoteleiro, te dando uma experiência incrível durante a sua estadia. Eu fiquei no hotel Dazzler Palermo, bairro bem boêmio e jovem de Buenos Aires. Na redondeza a gente encontra os melhores bares e boates – o que foi ótimo, porque a gente nem precisa de táxi ou Über para sair, pode fazer tudo andando.

A estrutura do hotel também é incrível, além dos quartos super espaçosos e aconchegante, o lugar ainda é equipado com academia, piscina divina para dar aqueles closes nas fotos hehe, e um café da manhã maravilhoso – que fez com que eu voltasse inclusive mais pesado da viagem, haha, mas valeu a pena.

Voltando à cidade, eu escolhi a melhor forma para explorar BA, andando. Eu somente pegava metrô, táxi ou Über quando realmente necessário. Eu andei por boa parte da cidade à pé, o que fez com que eu conhecesse diversos lugares incríveis fora do circuito turístico, como restaurantes, bares, brechós, galerias, museus, e muito mais.

Passeando pela feira de San Telmo – feira de rua que acontece aos domingos no bairro de mesmo nome – conheci vários spots interessantes, como a galeria comercial Pasaje de La Defensa, um lugar que tem restaurantes, lojinhas de antiguidades, brechós e bar. Eu achei o lugar incrível, pela sua arquitetura e estrutura. Um charme.

Como essa foi a segunda vez que fui à Buenos Aires, eu já havia feito boa parte dos passeios pelos museus mais visitados, porém voltei à um que em minha opinião é o melhor da cidade, o MALBA – Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires. Lá você encontra obras incríveis, como o Abaporu de Tarsila do Amaral – que definiu o movimento Antropofágico – e também o incrível Macaco e Louro de Frida Khalo e o Baile en Tehuantepec de Diego Rivera. Verdadeiros tesouros na cidade em um só lugar.

Outro lugar que vale muito a visita são os Bosques de Palermo, que é um parque gigante com uma área verde encantadora. Lá o ideal é ir em um dia ensolarado para dar um passeio, tomar um vinho naquele gramado verde, ou mesmo ir aos bares que circulando a área – que foi o que fiz ao final do passeio com um amigo chileno que fiz durante a viagem.

Outra dica que dou para vocês é: use aplicativos de relacionamentos – leia-se pegação – em viagens como essa, mas saiba usar. Eu conheci pessoas super legais em apps como Grindr e Hornet, o que me ajudou a conhecer a cidade pela visão do nativo. No primeiro dia mesmo dei um rolê de moto à noite pela cidade com um colombiano que mora lá há 7 anos. Visitei vários lugares já na primeira noite.

Conheci também outras pessoas que fizeram a viagem bem legal, e tudo no clima mais cool e descontraído, sem medo de ser feliz. Fui há uma festa que só tocava música latina e dancei como nunca, o que foi bem divertido. Quando a gente está em outro país acho que perdemos um pouco as amarras sociais que nos prende e poda – é bom saber aproveitar isso.

Essas foram apenas umas das coisas que fiz durante a viagem. Mas o que mais tenho para compartilhar foi a experiência de ter feito tudo isso de maneira independente. Fui comigo mesmo. Explorei a cidade, conheci pessoas legais de várias partes do mundo. Fiz amizades; romances de viagem que a gente sabe que só vai durar um dois dias, mas que é super válido – haha. Enfim, foi uma experiência maravilhosa que me deixou revigorado e ansioso pela próxima viagem.

Lá no Instagram do @ocarafashion eu fui mostrando tudinho em tempo real pelos Stories, mas se você não conseguiu acompanhar, eu salvei nos destaques a viagem inteirinha. Corre lá no meu IG para conferir.

Ah, depois da tour O Cara Fashion Take Buenos Aires, parti para uns dias em Montevidéu, que vou contar para vocês em outro post. Hehe.

Dazzler Hotels

Infos: www.wyndhamhotels.com/pt-br/dazzler

Author

Fabiano Gomes

Fabiano Gomes Editor-Responsável

Formado em Biblioteconomia e Ciência da Informação (UNIRIO) atuou como bibliotecário até o seu limite. Cansado de buscar informação relevante de Moda Masculina em blogs e sites brasileiros, decidiu criar O Cara Fashion para suprir a própria necessidade.

Related