Aplicativo Lensa transforma suas fotos em avatar para o Metaverso – mas será que é só isso? – O Cara Fashion

Aplicativo Lensa transforma suas fotos em avatar para o Metaverso – mas será que é só isso?

Vez ou outra algum aplicativo de edição de fotos que muda seu visual, altera seu gênero, faz você parecer com um personagem de filme ou desenho aparece na web e viraliza, tendo assim os seus 15 segundos de fama. Mas a questão é, será que esses aplicativos servem, de fato, somente para entreter o entediado usuário de redes sociais?

O queridinho da vez que surge com esse serviço é o Lensa, do Prisma Labs, que foi criado em 2016 como mais um dos milhares aplicativos de edição de fotos. Porém há alguns dias ele lançou uma nova função, o Magic Avatars, que utiliza de inteligência artificial para criar avatares à partir de 10 a 20 de suas selfies. Mas claro, essa aventura tem seu preço, você paga à partir de R$22,90 para ter os seus hypados avatares do Metaverso. Mas será que o preço final é somente este?

A política de privacidade da empresa diz que podem ser guardadas as “Face Datas” (dados de imagens do seu rosto) para auxiliar no treinamento da rede neural da Inteligência Artificial, mesmo eles dizendo que deletam as imagens depois do uso em até 24 horas. Isso por si só, mostra como esse comportamento pode ser perigoso, onde uma empresa pode armazenar os traços físicos do seu rosto e comercializa-los para outras empresas para diversos fins.

Além disso, existe também outra questão relacionada com o uso de ilustrações. Também nos termos de contratação a empresa fala sobre como pode armazenar as ilustrações geradas á partir dos avatares criados. Veja só.

“[O Lensa] concede uma licença perpétua, irrevogável, não exclusiva, isenta de royalties, mundial, totalmente paga, transferível, sublicenciável para usar, reproduzir, modificar, adaptar, traduzir, criar trabalhos derivados e transferir seu Conteúdo de Usuário, sem qualquer compensação adicional para você e sempre sujeito ao seu consentimento explícito adicional para tal uso quando exigido pela lei aplicável e conforme indicado em nossa Política de Privacidade.”

E ainda sobre as questões das ilustrações, a problema vai além. Diversos usuários nas redes sociais estão denunciando a empresa por não pagar os serviços de ilustradores envolvidos na criação dessas imagens.

Então é interessante que antes de você pensar em entrar numa trend dessas pela vaidade ou pelo engajamento, você pense antes de compartilhar os seus dados para uso de grandes empresas que podem usa-los como bem entender. Afinal, um dos mais valiosos bens de consumo nos dias de hoje são dados.

Fabiano Gomes

Formado em Biblioteconomia e Ciência da Informação (UNIRIO) pegou seu conhecimento de pesquisador da informação e mergulhou de cabeça no Universo Fashion. Cansado de buscar informação relevante de Moda Masculina em blogs e sites brasileiros, decidiu criar o blog para suprir a própria necessidade e informação de moda para os homens pelo mundo em 2012. Carioca, hoje morando em São Paulo, dedica-se 24/7 ao O Cara Fashion além de trabalhar como Bibliotecário com Educação Infantil, Diversidade e Inclusão.

Bannanna e Made in Brazil se juntam em nova collab para o Verão Burberry traz nova collab com a Minecraft na vibe pixelada Gucci e Hypebeast fazem ensaio para apresentar novos Sneakers Reserva Go lança tênis com aroma da bala Halls Converse e CLOT apresentam collab em homenagem aos Pandas Pabllo Vittar ganha um Adidas Forum Low para chamar de seu Harry Styles vem estrelando campanha da sua collab com a Gucci Puma e Pokémon se juntam para nova linha de sneakers Balenciaga x Adidas trazem campanha da nova collab no Work Mood Brasil lidera o ranking de Procedimentos Estéticos entre Jovens Nike apresenta nova collab com DJ Khaled para o Air Jordan 5 Envelhecimento precoce: 4 dicas de prevenção e cuidados com a pele